22/01/09

Resposta a Ultimato


Um dia
Quiçá um dia
Não nos cruzemos
Na mesma coragem.

Um dia
Quiçá um dia
Deixemos para trás a monotonia
As aparências
As divergências
E simplesmente caminhamos.

Um dia
Quiçá um dia
Consigamos dizer Basta
Ao bloqueio de nossos sonhos
E com ar risonho gritemos
Sou Livre.
Mas…

“Certo é que… não será hoje!
– tomara, não seja tarde… –
Só não me pergunte… ‘quando’…”

(Márcia Neves)

(Este Poema foi resposta a um outro Poemas que pode ser visto Aqui)

2 comentários:

  1. "Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje".

    ResponderEliminar
  2. Um hino à liberdade. Parabéns.

    Maria Migui

    ResponderEliminar

Agradeço teu comentário e tua visita a meu blog.

Márcia Neves